quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Echeveria compton carousel

A Echeveria compton carousel também conhecida como Echeveria imbricata variegata é um exemplar de suculenta muito desejado pelos colecionadores devido a cor que essa Echeveria apresenta nas folhas de sua roseta e também pelo grau de dificuldade de encontra-la no mercado de plantas.
De acordo com algumas pesquisas no mundo das suculentas, dizem que esta espécie é a forma variegata (má formação genética) da Echeveria imbricata, que por sua vez é um híbrido de 1800 entre a Echeveria secunda (conhecida como glauca) e a Echeveria gibbiflora metalica.
Tudo isso são dados baseados em pesquisas, para não entrar em discusões polêmicas vamos então a parte prática!

A suculenta escolhida para o post de hoje é a deliciosa Echeveria compton carousel:

Principais características: 
Roseta simétrica de médio porte;
Folhas curtas na cor azul-cinza com margens creme e pouco rosa nas folhas mais velhas principalmente no inverno;
Diâmetro da roseta pode chegar a 15cm;
Resistência ao frio é de até 7 graus negativos com a terra seca;
E seu período vegetativo é a primavera e verão.



Exposição:
Necessita de sol direto pelo menos 4 horas por dia, por ser uma planta variegata é indicado expor ao sol da manhã.

Regas:
Regar somete quando toda a terra do vaso esta seca.

Terra para o plantio:
Utilize um substrato composto de metade de terra para plantio com metade de areia de construção lavada para fornecer uma terra com boa drenagem. Não esqueça jamais de fazer a drenagem no fundo do vaso.




Propagação:
A principal forma de propagação da Echeveria compton carousel é por estaca de rosetas que nascem na base da planta mãe e para isso o ideal é esperar que a planta chegue a uma idade adulta para começar a produzir seus filhotes.


Confira também o canal Fran natura no Youtube, siga a Franpage no Facebook e Instagram!!!
Obrigada
Fran natura




terça-feira, 19 de novembro de 2019

Echeveria agavoides ' aquamarine'

A Echeveria agavoides 'aquamarine' é uma planta suculenta em forma de roseta compacta, simétrica e perene pertencente a família Crassulaceae.

Principais caracteristicas:
Roseta simétrica de pequeno porte;
A cor é um verde água que dependendo das condições climáticas e de cultivo pode ganhar um rosado nas pontas das folhas da base;
Folhas lisas e brilhantes.

Exposição:
Suculenta que necessita de exposição ao sol pleno, no mínimo 4 horas de sol por dia durante todo o ano.

Rega:
Regar com moderação durante o período vegetativo (período em que a planta está em dormência).
OBS: Regue toda a terra do vaso - espere que a terra seque completamente para fazer a nova rega.
Reduza as regas caso a planta entre em dormência.

Terra para o plantio:
Utilize um substrato composto de metade de terra para plantio com metade de areia de construção lavada para fornecer uma terra com boa drenagem. Não esqueça jamais de fazer a drenagem no fundo do vaso.

Doenças:
As principais doenças que atacam a Echeveria agavoides 'aquamarine' são as cochonilhas e a podridão das raizes. As cochonilhas geralmente são resultado de muita umidade na terra, então controle sempre que a terra esta encharcada e ou úmida por muito tempo, assim você evita as cochonilhas e a podridão das raizes.

Propagação:
A porpagação por folhas é a forma mais comum.
Basta retirar as folhas mais saudáveis e hidratadas da base da roseta no período vegetativo da planta e colocar em local desejado para esperar a brotação de novas plantinhas. O importante é que essas folhas não recebam sol direto antes da brotação.









Confira também o canal Fran natura no Youtube, siga a Fanpage no Facebook e Instagram!!!
Obrigada
Fran natura

sábado, 16 de novembro de 2019

Kalanchoe tomentosa 'chocolate soldier'

Kalanchoe tomentosa ' chocolate soldier' é um cultivar derivado da Kalanchoe tomentosa, uma planta suculenta pulvinata arbustiva e perene muito desejada pela sua cor.


Principais caracteristicas:

Folhas mais finas e mais longas com relação a espécie standart;

A cor é muito mais marrom em toda a superficie e as bordas podem ficar na cor preta;

Possui uma espécie de peluria muito densa.


Exposição:

A sua exposição ao sol deve ser plena ou meia sombra, ou seja, é uma planta que precisa de muita luminosidade. O ideal é que ela leve pelo menos 5 horas de sol por dia e em caso de verões muito quentes proteje.la dos raios de sol nas horas mais quentes do dia.


Regas:

Regue com moderação durante o período vegetativo (período em que a planta está em desenvolvimento), é melhor evitar a rega das folhas.

OBS: Regue toda a terra do vaso - espere que toda a terra esteja seca para fazer a nova rega.


E por fim, reduza a rega no período de dormência da planta.


Terra para o plantio:

Utilize sempre um substrato composto de metade de terra para plantio com metade de areia de construção lavada para fornecer uma terra com boa drenagem. Não esqueça jamais de fazer a drenagem no fundo do vaso.


Doenças:

As principais doenças que atacam esta Kalanchoe são as cochonilhas, fungos nas folhas e a podridão das raizes. As cochonilhas geralmente são resultado de muita umidade na terra, então fica a dica: controle sempre se a terra da sua Kalanchoe esta enxarcada e ou umida por muito tempo, assim você evita as cochonilhas e a podridão das raizes. Para evitar o ataque de fungos evite regar as folhas.



Propagação:

A estaca de folhas e de caule é a forma mais comum e fácil de fazer a propagação da Kalanchoe tomentosa 'chocolate soldier' , vale lembrar que nesta espécie de suculenta a folha brota até mesmo se for quebrada a metade.


Basta retirar as folhas mais saudáveis e hidratadas da base da planta e colocar em local desejado para esperar a brotação de novas plantinhas, o importante é que essas folhas nao recebam sol direto antes da brotação.

Resistência:

Resiste a temperaturas de até -1° com a terra seca.








Confira também o canal Fran natura no youtube, siga a Fanpage no Facebook e Instagram!!!
Obrigada,
Fran natura

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Sedum confusum

O Sedum confusum é uma planta suculenta muito resistente, linda, de fácil cultivo e crescimento rápido.
Esse Sedum é uma ótima opção para cobertura de jardins e também se adapta muito bem em vasos.
Suas folhas possuem aparência de vidro, bem dispostas em forma de rosetas simétricas na cor verde claro. O Sedum confusum, apesar de ter cor verde passa a apresentar diferentes tonalidades de cores dependendo da situação climática que vão do quase amarelo - laranja - quase vermelho o que confere um estresse na planta.
Geralmente quando exposta a poucas horas de sol por dia as rosetas são verde e quando são expostas por muitas horas de sol por dia e ou quando as temperaturas são bem baixas as rosetas passam a apresentar a cor amarelo - laranja - vermelho.
O Sedum confusum é muito resistente aos raios de sol, altas temperaturas e baixissimas temperaturas, até mesmo o gelo, e ao mesmo tempo que é resistente a tudo isso é muito delicada ao toque, deve ter um pouco de paciência no manuseio pois quebra com muita facilidade.
Quando plantado na terra do jardim o Sedum confusum se alastra muito rapidamente em crescimento na forma de tapete. Já quando plantado em vaso ele enche o vaso e forma uma linda cascata de rosetas que começam a pender fora do vaso.
A principal forma de propagação é por estaca de rosetas ou caule.
As regas não é a principal exigência e conseguem passar por longos períodos sem água. Caso seja feito regas com frequência, o ideal é esperar que a terra esteja bem seca para fazer a nova rega.
Na fase de floração, esse sedum como a maioria dos sedum solta uma haste floral desabrochando um lindo buquê de flores amarelas em forma de estrelas.

Segue abaixo as fotos do meu Sedum confusum feito a partir de estacas de rosetas a alguns meses atrás e ele está sendo cultivado em vaso ao ar livre e sobrevivendo um inverno com temperaturas abaixo de zero grau.








Confira também o canal Fran natura no youtube e Instagram!!!
Obrigada,
Fran natura

sábado, 28 de julho de 2018

Echeveria hibrida 'Perle Von Nürnberg'



Echeveria hibrida 'Perle Von Nürnberg' é uma das variedades mais comuns no mundo dos colecionadores de plantas suculentas. Ela também pode ser chamada de Echeveria hibrida "Pele de Norimberga".


Principais caracteristicas:

Roseta simétrica;

Cor azul leitoso com reflexos rosa;

Possui pruina esbranquiçada nas folhas.


Exposição:

A sua exposição ao sol deve ser plena, ou seja, é uma planta que precisa de muita luminosidade. O ideal é que ela leve pelo menos 5 horas de sol por dia e em caso de verões muito quentes proteje.la dos raios de sol nas horas mais quentes do dia.


Regas:

Esta é uma planta suculenta muito resistente a falta d'água. Regue com moderação durante o período vegetativo (período em que a planta está em desenvolvimento).

OBS: Regue toda a terra do vaso - espere que toda a terra esteja seca para fazer a nova rega.

E por fim, reduza a rega no período de dormência da planta.


Terra para o plantio:

Utilize sempre um substrato composto de metade de terra para plantio com metade de areia de construção lavada para fornecer uma terra com boa drenagem. Não esqueça jamais de fazer a drenagem no fundo do vaso.


Doenças:

As principais doenças que atacam esta echeveria são as cochonilhas e a podridão das raizes. As cochonilhas geralmente são resultado de muita umidade na terra, então fica a dica: controle sempre se a terra da sua Perle esta enxarcada e ou umida por muito tempo, assim você evita as cochonilhas e a podridão das raizes.


Propagação:

A estaca de folhas é a forma mais comum e fácil de fazer a propagação da Echeveria hibrida 'Perle Von Nürnberg'.

Basta retirar as folhas mais saudáveis e hidratadas da base da planta e colocar em local desejado para esperar a brotação de novas plantinhas, o importante é que essas folhas nao recebam sol direto antes da brotação.
























Confira também o canal Fran natura no youtube!!!
Obrigada,
Fran natura

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Echeveria dionysos


A Echeveria dionysos (hibrido da purpusorum) faz parte da família das crassuláceas e é uma suculenta de pequeno porte originária do México, com suas folhas pontudinhas de cor cinza - verde e manchadas de roxo em forma de roseta perfeitamente simétrica alegra os olhos da maioria dos colecionadores de suculentas.
A posição ensolarada é ideal para esta espécie, assim como a grande maioria das suculentas, porém, é melhor protege-la dos raios de sol mais fortes do dia principalmente no verão.
As flores da dionysos se mostram na primavera em uma linda haste floral nas cores rosa, laranja e amarelo.
As regas devem ser feitas sempre que a terra do vaso estiver completamente seca e ter um pouco mais de atenção com regas na estação invernal ou se sua região é de clima muito úmido.
É uma das Echeverias mais resistentes, pois suporta invernos com temperaturas de até -3 graus se a terra estiver seca.
A terra ideal para o cultivo dessa espécie de suculenta é aquela composta de matéria organica, areia e perlita. Lembrando que quanto melhor for a drenagem do vaso e da terra usada, menos serão os problemas com o cultivo.
Por fim, a propagação da Echeveria dionysos é muito simples, pode ser feita através de sementes, estacas de rosetas que nascem na base da planta ou por folhas.
Particularmente, eu acho que a forma de propagação mais facil é por folhas, visto que por sementes é um processo muito lento e por estacas de rosetas nem sempre é possível, a propagação por folhas é muito simples e o crescimento é consideravelmente rápido.

Segue abaixo algumas fotos das minhas Echeverias dionysos: 












Confira também o canal Fran natura no youtube!!!

Obrigada,
Fran natura

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Aeonium

Aeonium é um gênero de plantas suculentas com cerca de 30 espécies que fazem parte da família das crassulaceas, originárias das Ilhas Canárias e da África. São plantas perenes e algumas bienais.

Existem ainda as espécies híbridas, variegatas e cristatas.

Uma coisa bem interessante é que o nome dado ao gênero Aeonium que deriva do grego "aionios" quer dizer imortal. E mesmo não sendo imortais as espécies de Aeoniums são muito resistentes ao sol e a falta de água, porém, em regiões muito frias que as temperaturas chegue abaixo de 10 graus eles precisam ser protegidos em estufas ou dentro de casa até que as temperaturas sejam maior que 10 graus.

A melhor maneira que encontrei para cultivar os Aeoniums foi em ambiente ensolarado para que eles tenham a estética compacta. E na maioria das vezes que não é possivel deixa-los em sol pleno o dia inteiro o ideal é fazer com que leve pelo menos 3 horas de sol diário. Lembrando sempre de fazer as primeiras exposições aos raios de sol gradativamente para evitar queimaduras nas folhas. Caso ocorre as queimaduras nas folhas, não é motivo de preoculpação ja que são suculentas de crescimento rápido e as folhas queimadas dos raios solares serão substituidas por folhas novas rapidamente nos períodos de primavera e verão.

Todos os Aeoniums são plantas de porte arbustivo ou arboreo formando suas rosetas nas extremidades dos galhos e na época da floração suas flores saem do centro da roseta mais antiga e essa rosetta solta também novas rosetas para garantir a sobrevivência da planta, visto que essa roseta florida morre e na maioria das vezes também produz sementes.

As regas devem ser feitas livremente ou regularmente sempre respeitando o substrato usado, ou seja, o substrato deve ser de ótima drenagem, assim não acumulando água pois como todas as outras suculentas esta suscetível a apodrecimento do caule e das raízes. A rega ideal para qualquer região é regar, esperar que a terra esteja completamente seca para fazer a nova rega.

A principal forma de propagação deste gênero de suculentas é feita por estacas de rosetas da própria planta e podendo também ser feita através de semetes. A propagação por estacas é um processo bem mais rápido e deve ser feito na primavera e verão, já a propagação por sementes também deve ser feita no mesmo periodo, porém é uma processo muito lento.

Segue abaixo as fotos dos Aeoniums da minha coleção pessoal:

Aeonium haworthii



Aeonium tabuliforme



Aeonium Zwartkop (Aeonium arboreum hibrido)



Aeonium sunburst


Aeonium sedifolium sin. Aichryson sedifolium



Aeonium domesticum variegatum, sin. Aichryson domesticum minor mediopicta



Aeonium lindleyi 



Aeonium tabuliforme cristatum



Aeonium canariense



Aeonium canariense



Aeonium leucoblepharum



Aeonium leucoblepharum



Confira também o video que falo do Aeonium haworthii:


Obrigada,
Fran natura